Scania investe em pesquisa para desenvolver baterias melhores

A Scania é uma das montadoras que tem investido na tecnologia de caminhões elétricos, com eletricidade armazenada em baterias. Por isso, a empresa e universidades da Suécia estão investindo e estudando cada detalhe das baterias para aumentar a densidade de energia armazenada.

“Um caminhão totalmente elétrico pode ter baterias de até 20.000 células. O problema é que o desempenho de todo o pacote é limitado pelo desempenho das células mais fracas”, disse o pesquisador sênior da Scania, Pontus Svens.

Baterias utilizadas abaixo de sua capacidade máxima elevam os custos, aumentam o peso e reduzem o espaço nos caminhões. Porém, bateria usadas ao máximo podem ter sua vida útil reduzida significativamente.

Atualmente, as baterias geralmente precisam ser substituídas quando as células mais fracas perdem cerca de 70 a 80% de sua capacidade original. Porém, isso varia muito nas células de uma mesma bateria. Enquanto algumas “morrem” rápido, outras mantém a saúde normal por muito mais tempo.

A Scania planeja inserir um chip em cada célula das baterias, para que todo o sistema seja otimizado. Com isso, as células fracas seriam desligadas por alguns períodos, e as células forte seguem trabalhando.

Outra possibilidade é a renovação parcial da bateria e manutenção corretiva, com a troca somente das células com problemas. Com isso, poderia ser obtida mais flexibilidade, menor custo e melhor utilização da capacidade de cada bateria.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia