Produção de caminhões cai 13,2% em setembro

A produção total de caminhões no Brasil caiu em setembro. Foram fabricados 14.956 caminhões novos no país, 13,2% menos que os 17.223 fabricados em agosto. Apesar de haver uma queda na comparação com o mês anterior, na comparação com setembro de 2021, houve uma boa alta.

Naquele mês de 2021 foram produzidos 13.816 caminhões, número 8,3% menor do que em setembro desse ano.

No comparativo da produção acumulada no ano, os números estão praticamente estáveis. Entre janeiro e setembro foram fabricados 116.675 pesados no país, ante 118.302 registrados no mesmo período de 2021, o que mostra uma redução leve em 2022, de 1,4%.

Do total de caminhões produzidos, cerca de metade, 57.136, são modelos pesados, especialmente cavalos mecânicos, que estão tendo uma demanda muito alta, especialmente por conta do agronegócio, que tem adquirido muitas unidades para o transporte da safra e insumos.

“Historicamente, setembro não repete os bons números de agosto, um mês mais longo e sem feriados, mas gostaria de destacar a contínua evolução da média diária de vendas desde janeiro, indicando que as projeções da Anfavea serão atingidas”, afirmou o Presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Márcio de Lima Leite.

A associação também espera que haja um grande incremento nas vendas em novembro, durante a Fenatran, que acontece entre os dias 07 e 11 do mês que vem, no São Paulo Expo.

Deixe um comentário!

Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas