Grupo Traton vai trabalhar para lançar caminhões autônomos em 2030

por Blog do Caminhoneiro

A tecnologia tem avançado a passos largos no setor de transporte. E boa parte dos investimento de montadoras, governos e empresas de tecnologia é em busca da autonomia dos caminhões. Com isso, a figura do motorista profissional será dispensada, e os caminhões vão se operar sozinhos, graças a dezenas de sensores, câmeras e radares que vão fazer a vez dos olhos e ouvidos dos caminhoneiros.

Na última semana, o Grupo Traton, dono das marcas MAN, Navistar, Scania e Volkswagen Caminhões e Ônibus, anunciou que essas empresas irão atuar em conjunto em busca de soluções para o lançamento comercial de soluções totalmente autônomas até 2030.

Apesar do anúncio, as empresas já atuam com veículos autônomos há vários anos, em várias partes do mundo. A Scania, por exemplo, tem uma operação com alguns modelos basculantes, que rodam na mina Rio Tinto, na Austrália, desde 2018. Além disso, a empresa lançou também, em 2019, o protótipo Scania AXL, que não tem cabine para o motorista (foto acima).

A MAN também opera testes com caminhões autônomos há algum tempo, no porto de Hamburgo, Alemanha, e já obteve sucesso na operação do caminhão completamente sem a figura do motorista.

Estudos mostram que os caminhões autônomos poderão aumentar consideravelmente a produtividade do segmento de transportes, com redução do número de acidentes, menor consumo de combustível, custo de operação mais baixo e solucionando também o problema da escassez de motoristas, que fica cada dia mais acentuada em países de primeiro mundo.

“Estamos atualmente testando a tecnologia de caminhões autônomos. Ao focar nos resultados e soluções mais promissores, queremos acelerar o desenvolvimento até o ponto em que possamos produzir caminhões autônomos como soluções em série, o que esperamos que aconteça até 2030”, disse Catharina Modahl Nilsson, diretora técnica do Grupo Traton.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!