MP de São Paulo investiga sindicatos de caminhoneiros que recebiam propina de concessionárias de rodovias

De acordo com o Ministério Público Estadual de São Paulo, os valores podem chegar a quase R$ 2 milhões, e serviam para garantir que os sindicatos apoiassem pautas de interesse das concessionárias, como a manutenção da cobrança por eixo erguido nos pedágios.

“Entre 2004 e 2015, foram realizados pagamentos a sindicalistas líderes dos caminhoneiros autônomos e frotistas, por todas as concessionárias”, registra o anexo do processo. Os pagamentos variaram de R$ 111 mil a R$ 350 mil. Custo que teria sido rateado entre as concessionárias, administradoras de rodovias estaduais paulistas, a maior parte delas, ainda com contratos ativos.

Além do pagamento de valores por bimestre ou trimestre pelas concessionárias aos sindicatos, também havia o pagamento de quantias repassadas em algumas ocasiões específicas, como antes de greves e no caso da cobrança do eixo suspenso nos pedágios do estado.

“Eventualmente, foram pagas algumas quantias a mais, esporadicamente, em relação a eventos específicos, como, por exemplo, a discussão da cobrança de eixos suspensos, para que os sindicalistas defendessem tal cobrança. Os sindicatos se portaram sempre alinhados com os interesses das concessionárias de rodovias”, afirmou o ex-presidente do Grupo Ecovias, Marcelino Rafart de Seras, que fez um acordo de delação com o MP.

De acordo com reportagem do SBT News, foram citados na delação os sindicalistas José Araújo Silva, o China, da União Nacional dos Caminhoneiros (Unicam), Geraldo Vianna, que era da Associação Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas e Logística (NTC), o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, Flávio Benatti, da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo (Fetcesp) e Norival de Almeida Silva, presidente do Sindicam-SP.

A investigação ainda deverá continuar pelos próximos meses, para responsabilização de outros envolvidos no esquema.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Com informações do SBT News | Foto de Miguel Schincariol/AFP

1 comentário

Motorista 16/05/2022 - 11:54

Brasil, terra de cada um por si.

Reply

Deixe um comentário!

Auxílio de R$ 1.000 para caminhoneiros é aprovado Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu